Saúde e Prevenção

Época de alergias 

alergias

Para a maioria das pessoas alérgicas aos pólenes, a primavera constitui uma forte ameaça ao seu bem-estar. Ainda que os seus sintomas raramente sejam graves, são incómodos, inquietantes e, frequentemente, prolongados.

 Uma das medidas preventivas que pode ser adotada pelo doente alérgico é evitar a exposição ao alérgeno responsável pelos seus sintomas. Infelizmente, os alérgicos ao pólen dificilmente podem evitá-lo por completo; mas é possível tomar precauções:

- na primavera e no verão deve evitar-se sair para o campo ou para lugares onde abundem as espécies vegetais alergénicas;
- deve tentar-se, pelo contrário, permanecer o maior tempo possível em locais fechados, sobretudo em dias de muito vento;
- o doente afetado por uma polinose deve dormir com as janelas bem fechadas;
- é aconselhável que, durante os fins-de-semana primaveris, se mude para zonas costeiras, tal como durante as férias de verão;
- durante a estação polínica, é recomendável viajar de automóvel com as janelas totalmente fechadas;
- antes de sair, convém consultar um calendário polínico;
- também pode ser benéfico pulverizar as casas com água, para que os grãos de pólen suspensos no ar se depositem no solo;
- os aparelhos de ar condicionado ou certos filtros podem evitar que o pólen entre em casa;
- na rua, devem usar-se óculos de sol.


Segundo os especialistas, nem todos os doentes respondem de igual modo aos pólenes de cada primavera. Há pessoa que podem ter sintomas mínimos, enquanto outras sofrem incómodos importantes; por isso, todos devem adotar as medidas preventivas.

 

 

logo saude be

  

 

 

^